(61) 3035 9900 atendimento@ictcor.com.br

Dicionário Cardiológico

All   A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Taquicardia Paroxística Supra Ventricular

São crises de aceleração do coração de inicio e fins súbitos, que podem durar de segundos a horas. Sua principal causa é a existência de circuitos no sistema elétrico do coração, de causa congênita ou adquirida, localizadas nas aurículas (taquicardia atrial, flutter atrial), no nodo AV (taquicardia nodal) ou atrioventricular (vias anômalas). As crises podem ser freqüentes ou eventuais e se acompanham de grande desconforto. O tratamento medicamentoso pode prevenir as crises em torno de 70% dos casos e a ablação por radiofrequência (vide eletrofisiologia) pode eliminar definitivamente o problema em aproximadamente 95% dos casos. Alertamos que pacientes com crises de aceleração cardíaca com duração maior que vinte minutos deverão buscar tratamento em serviço de Emergência Cardiológica.


Taquicardia Paroxística Ventricular

São crises de aceleração do coração, semelhante a anterior, só que devido a presença de circuito localizado nos ventrículos. Isto torna o quadro mais grave, com o paciente apresentando além da palpitação, desmaios e perda da consciência (sincope), o que torna a situação de risco, já que quase sempre implica na presença de uma doença cardíaca associada. O tratamento pode ser medicamentoso (eficácia 50%), mas quase sempre há necessidade de se associar a uma abordagem mais invasiva, com necessidade de ablação (eficácia 70%), cirurgias ou até mesmo implante de marca passo ou desfibrilador cardíaco (vide marca passo).


Taquicardia Sinusal Inapropriada

É aceleração continua dos batimentos cardíacos levando o paciente a permanecer com freqüência cardíaca acima de 100bpm a maior parte do dia, independente de atividades físicas. São secundarias a um descontrole do funcionamento do nó sinusal, o gerador natural da atividade elétrica do coração, e pode ter várias causas, tais como distúrbios endócrinos e metabólicos, sequelas de problemas cardíacos desapercebidos, disautonomias, etc.


Taquicardiomiopatia

Trata-se de descompensação cardíaca secundária a taquicardia persistente ou incessante que leva a fadiga da fibra miocárdica com comprometimento da função ventricular. Dependendo da causa o tratamento poderá ser medicamentoso, ablativo e/ou implante de marca passo após desconexão AV. Normalmente a eliminação ou o controle da causa leva a compensação cardíaca.


Exibir # 

Hospital Anchieta - Centro de Excelência 4º andar
Taguatinga Norte - Setor "C Norte"
Área Especial 08/09/10 Cep: 72.115-700

(61) 3035 9900

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Entrada Inválida