(61) 3035 9900 atendimento@ictcor.com.br

Dicionário Cardiológico

All   A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Fibrilação Atrial

É a perda da capacidade de contração das aurículas, que passam a contrair desorganizadamente sob a forma de tremores. Pode ser paroxística (vem em crises) ou crônica. É a mais freqüente das arritmias e o prognóstico vai depender da existência ou não de uma doença cardíaca associada. Apesar de em alguns paciente serem bem toleradas, podem ser causas de embolias, daí a necessidade dos uso de medicamentos que atuem na coagulação do sangue, para prevenir tais situações que poderão levar inclusive a acidente vascular cerebral. Na crise o tratamento pode ser: medicamentoso (eficácia 80%) ou se optar por cardioversão (choque elétrico) sob sedação, até 48 horas. Após 48 hrs deve se associar anticoagulantes se se optar pela reversão do ritmo. Nos casos recorrentes pode-se haver necessidade de abordagem mais invasiva com utilização de técnicas de ablação ou implante de marca passo. Nos crônicos opta-se inicialmente pelo controle da freqüência cardíaca através da combinação de medicamentos. Em alguns casos pode haver necessidade de ablação e/ou implante de marca passo.


Exibir # 

Hospital Anchieta - Centro de Excelência 4º andar
Taguatinga Norte - Setor "C Norte"
Área Especial 08/09/10 Cep: 72.115-700

(61) 3035 9900

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Entrada Inválida